COSTA DE CAPARICA MANTÉM BANDEIRA AZUL

Noticias

COSTA DE CAPARICA MANTÉM BANDEIRA AZUL

As praias de Almada vão continuar a içar a Bandeira Azul. Um galardão que comprova que a zona balnear da Costa da Caparica tem qualidade turística.

As praias da Costa da Caparica voltam a hastear a Bandeira Azul neste Verão. O galardão que comprava a boa qualidade das zonas balneares vai ser erguido na frente atlântica da Mata, Praia do CDS em Santo António, Praia Nova, S. João da Caparica, Sereia e Tarquínio – Paraíso – Dragão Vermelho.

A Bandeira Azul vai ser hasteada este ano em 320 praias, a nível nacional mais seis do que em 2016, anunciou presidente da Associação Bandeira Azul da Europa), José Archer. O galardão vai ser entregue também a 14 marinas, menos três do que no ano passado, e a cinco eco-embarcações turísticas.

No total, são 83 concelhos, 292 são praias costeiras e 28 praias fluviais que vão exibir a Bandeira Azul.

No Norte recebem o galardão 70 praias – mais uma do que em 2016 –, na zona Centro são 36 – mais quatro do que no ano passado –, na região do Tejo 48 – menos quatro –, no Alentejo 31 – mais quatro – e no Algarve 88 – o mesmo que no ano passado. Nas ilhas, os Açores mantém as 34 praias e na Madeira 13, mais uma que na última época balnear.

Refere José Archer que, mais uma vez, o Algarve tem o maior número de praias com Bandeira Azul, e que a região Centro se tem afirmado como a zona em que existe maior número de praias fluviais galardoadas. Este Verão perdem a bandeira Azul as praias de Louçainha, no Centro, Avencas, Carcavelos, Guincho, Moitas, Parede, São Pedro do Estoril e Tamariz, no concelho de Cascais, no Tejo, Pintadinho, no Algarve, Almoxarife, Cais do Pico, Silveira e Furna de Santo António, nos Açores.

Em relação à zona de Cascais, as sete praias que saíram foi devido “a uma decisão do município” que “não apresentou a candidatura”.
Quanto às marinas, são 14 as que vão exibir a Bandeira Azul, menos três do que no ano passado. Saíram as marinas do Parque das Nações, em Lisboa, e as marinas de Ponta Delgada e de Vila do Porto, nos Açores, por mudança dos critérios de avaliação em relação aos anos anteriores e “não conseguiram cumprir todos os novos critérios”, indicou José Archer.

Comparativamente com a atribuição a nível internacional, Portugal é o sexto país com mais galardões conferidos, pede um lugar, mas continua a apresentar mais de 55% das suas praias galardoadas.

O Seixalense/ZoomOnline

admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Costa De Caparica

Ajude-nos a divulgar a Costa de Caparica