Les Plages Életroniques põe milhares a dançar na Caparica

Noticias

Les Plages Életroniques põe milhares a dançar na Caparica

O Les Plages Électroniques Lisboa regressa este fim-de-semana e promete transformar a praia da Sereia, na Costa de Caparica, em rave a céu aberto

Um início de noite – que se prolongue madrugada fora – com bom tempo, bebidas geladas, de pés na areia e a dançar ao som de algumas das batidas electrónicas mais sofisticadas do mundo. Não haverá em Portugal muitas propostas mais apelativas para esta sexta-feira, 2, e sábado, 3, os “dias fortes” da segunda edição do Les Plages Électroniques Lisboa, versão portuguesa do festival homónimo francês que nasceu em Cannes em 2006.

Ao longo dos dois dias, a organização conta receber cinco mil pessoas na praia da Sereia, na Costa de Caparica, para dançar até que os chinelos (ou uns confortáveis ténis) se queixem. As expectativas são altas – e justificam-se, explica ao GPS Lucas Soulard Djaoui (o francês que vive há anos em Portugal e que importou o Les Plages Électroniques), pelo interesse do público português. A primeira edição, diz, “foi um sucesso e portanto criou boas bases para continuar”.

Logo no primeiro dia, chega a prova de que a electrónica é um mundo amplo – onde cabem as sonoridades tropicais de Matías Aguayo (chileno que tem feito carreira na Alemanha e passado regularmente por Portugal), o techno-pop alegre do emergente produtor francês Môme (Bertrand Lacroix), a house espiritual e hedonista dos seus compatriotas dOP, a versão mais espacial e experimental do britânico Romare e as múltiplas camadas do veterano produtor parisiense DJ Gregory, que assina como Point G.

No sábado, 3, o festival recebe os repetentes Moullinex e Étienne de Crécy, as batidas tropicais de iZem (francês residente em Lisboa, que este ano foi um dos convidados de Branko no Lisboa Dance Festival) e, a puxar mais para o hip-hop, a dupla Pfel&Greem, o jovem talento português Holly e a estrela Gramatik, que o envolve no groove do jazz, funk e R&B.

No último dia (domingo, 4, no qual só entra quem tiver comprado bilhete para as sessões na praia), a festa torna-se urbana e faz-se das 16h às 4h nos Estúdios Time Out, no Cais do Sodré, em Lisboa, com forte aposta no hip-hop (de Darksunn, Dwarf e do MC Mike El Nite, que fará um DJ set) e no techno e house, aqui com representação de editoras nacionais como a Bloop e a Cubo (ligada ao Plano B, no Porto).

O <em>house</em> hedonista dos dOP promete marcar o festivalNome hist&oacute;rico da electr&oacute;nica francesa, &Eacute;tienne de Cr&eacute;cy volta depois de uma boa actua&ccedil;&atilde;o, em 2016Gramatik &eacute; um dos cabe&ccedil;as-de-cartaz

Les Plages Électroniques Lisboa
Praia da Sereira, Costa de Caparica 
6.ª a dom., 2 a 4/6 || 6.ª e sáb. 20h-5h, dom. 16h-4h 
€20 (6.ª), €25 (sáb.), €40 (geral)


 http://www.sabado.pt/gps/palco-plateia/musica/detalhe/les-plages-eletroniques-lisboa-regressa-este-fim-de-semana
admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Costa De Caparica

Ajude-nos a divulgar a Costa de Caparica