Gangue internacional de assaltantes apanhado em Loulé acusado de 26 crimes

Noticias

Gangue internacional de assaltantes apanhado em Loulé acusado de…

Cinco membros do gangue internacional de assaltantes, que foi apanhado em Janeiro pela GNR de Loulé, foram acusados pelo Ministério Público por furto qualificado, ameaça agravada, injúria agravada, detenção de arma proibida e branqueamento, num total de 26 crimes.

Os arguidos, argentinos e chilenos, que estão em prisão preventiva desde a sua detenção, vão enfentar julgamento por tribunal coletivo, anunciou o MP de Faro.

O Ministério Público explica que, «apesar de, na altura da detenção, se suspeitar apenas da prática de dois crimes de furto qualificado, um deles na forma tentada, e de um de detenção de arma proibida, a investigação permitiu recolher indícios suficientes da prática de onze crimes de furto qualificado, um dos quais tentado, dois crimes de detenção de arma proibida, seis crimes de ameaça agravada e seis de injúria agravada, bem como de um de branqueamento».

De acordo com a acusação, num período de cerca de três semanas situadas entre Dezembro de 2016 e Janeiro de 2017, os arguidos assaltaram dez residências no Porto, na Costa da Caparica, em Almada, em Loures e em Faro.

Das habitações, os assaltantes retiraram «quantias em dinheiro e objetos de valor, designadamente pulseiras, brincos, relógios, colares e fios em ouro. Indicia-se também que alguns dos arguidos enviavam para o estrangeiro dinheiro e objetos que tinham obtido com os furtos», acrescenta o Ministério Público.

O inquérito foi dirigido pelo Ministério Público do DIAP de Faro e a investigação esteve a cargo da GNR de Loulé.

Gangue internacional de assaltantes apanhado em Loulé acusado de 26 crimes

admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Costa De Caparica

Ajude-nos a divulgar a Costa de Caparica