Hip Hop o som que une as margens no Caparica Primavera Surf Fest

Noticias

Hip Hop o som que une as margens no…

Valete, Orelha Negra, Grognation e Noite Copenhagen, sábado, 24 de março a terceira noite de concertos no Caparica Primavera Surf Fest! Já dizia a canção que a ponte é uma passagem para a outra margem. Pode dizer-se que as margens Sul e Norte do Tejo estão hoje ligadas por muito mais do que pontes fluviais e travessias fluviais: a música é outro dos elos mais fortes entre as mesmas, sendo o hip hop uma das mais fortes ligações urbanas que existem na atualidade. A noite de sábado, 24 de março, vai ser uma oportunidade de ouro para as duas margens se unirem novamente numa grande celebração da Costa da Caparica como cidade urbana de vanguarda. A ambição de um espetáculo único! Valete tem planos ambiciosos para o seu futuro, como nos confessa: “A ideia é ter uma performance que consista na minha interação com as imagens projetadas por uma Led Wall. Acredito que no concerto do Caparica Primavera Surf Fest já consigamos apresentar esse concerto completo”. Valete também não poupa a elogios os seus camaradas de cartaz: “Orelha Negra é um Dream Team. É a reunião de alguns dos melhores músicos de Portugal numa só banda. Sou super fã de Orelha Negra, já vi vários concertos e certamente que não perderei este. É das melhores coisas que se pode ver ao vivo”.  Fred Ferreira, o motor percussivo de Orelha Negra, devolve o cumprimento ao rapper veterano: “O Valete além de ser um dos maiores nomes do Hip Hop nacional é um grande amigo que seguimos sempre com muita atenção. Será concerteza um concerto que vamos ver nessa noite”. A “Dream Team” regressa à Caparica! Para esta noite especial, Fred garante novo material de Orelha Negra: “Vai ser um concerto em que teremos algumas novidades no alinhamento e na parte cénica. Baseado no novo disco lançado em Setembro, terá uma forte componente de video a cargo de Rui Vieira e em perfeita sintonia com as luzes do Pedro Azevedo. O alinhamento será um pouco um revisitar de algumas canções antigas que não tocamos há algum tempo, assim como algumas canções do novo album e medleys”. A imparável força da nova escola do Hip Hop nacional!  Novidades hão-de trazer igualmente os GROGnation: o muito aclamado coletivo pelas novas gerações, abriu já uma janela para o futuro com “Sei que Esperas”, um novo tema que não tem presença no alinhamento de Nada É Por Acaso e que, de forma bem disposta, serviu para anunciar um novo “elemento” para se juntar a Harold, Papillon, NastyFactor, Orizko e Neck. A questão agora é: menino ou menina? Por alturas do concerto no Caparica Primavera Surf Fest essa pergunta, provavelmente, já terá a devida resposta. A promessa de um fecho de noite memorável! Finalmente, há que contar com o perfeito fecho de noite para unir estas duas margens em ebulição total: o mítico Clube Copenhagen do Cais do Sodré, em Lisboa, tornou-se num ponto de passagem obrigatório para todos os que seguem os sons das mais modernas culturas urbanas, incluindo hip hop em todas as suas encarnações, das mais clássicas às mais modernas. O programador e Dj Davide Pinheiro e DJ Shaka Lion vão garantir o que o ambiente do Cais Sodré atravessa o rio para fazer a festa junto ao mar na Costa de Caparica. João Dantas na Caparica à conquista do Mundo… Ataque simultâneo ao Mundial e ao Nacional! João Dantas, de 20 anos, é um dos jovens valores mais seguros do surf nacional na modalidade de Longboard. Ex-campeão nacional e vice-campeão nacional em título, o longboarder da Linha regressou há pouco do Mundial da China onde foi 13º classificado individual ( na seleção nacional foi 9º) e está apostado em conseguir, na Caparica, pontos importantes em duas frentes: o Nacional (25 de março) e o Mundial QS (29 e 30 de março).  “O Caparica Primavera Surf Fest é importantíssimo para mim. Essencialmente por apresentar um dos dois QS de Longboard que se disputam este ano em Portugal. Esse é, para mim, o principal objetivo para 2018, a qualificação para o CT de Longboard. E como o ano passado fiquei a dois lugares da qualificação estou a apostar tudo neste ano”, assume João Dantas, sem desvalorizar o Nacional. “O título Nacional não é a prioridade, é verdade, mas tudo farei para vencer as etapas em que participar e tentar reconquistar o título. Também aqui a Caparica tem um papel a desempenhar. É um dos sítios em que surfo mais e acredito que tenho boas hipóteses de ter bons resultados, tanto no Nacional como na etapa do Mundial, no Caparica Longboard Pro”. Campeonato Regional da Grande Lisboa Esperanças: A herança dos campeões… Segundo Tiago Matos “um grande espetáculo!” O Campeonato Regional da Grande Lisboa de Esperanças, a decorrer nos dias 30 e 31 de março, constitui um dos grandes atrativos de um festival rico em pontos altos do ponto de vista desportivo. O Coordenador do quadro competitivo nacional  perspetiva “um grande espetáculo”: “O Esperançasda Grande Lisboa é muito importante para a definição do campeão nacional pois é a região que conta com os melhores atletas do país e que, por isso, atrai muitos atletas de outras regiões que se querem mostrar. Portanto o espetáculo é garantido. Quem se desloque à Caparica tem espetáculo garantido, pois é a prova onde podem ver os herdeiros de nomes como os de Tiago Pires, Vasco Ribeiro e Frederico Morais. Nomes estes que passaram, todos, por estes campeonatos de esperanças da FPS”

Ler mais em: http://www.cmjornal.pt/comunicados-imprensa/detalhe/hip-hop-o-som-que-une-as-margens-no-caparica-primavera-surf-fest

 

admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Costa De Caparica

Ajude-nos a divulgar a Costa de Caparica